Energia gerada por painéis Solares supera a de carvão em produção “Impensável” - Blue Sol Energia Solar

Energia gerada por painéis Solares supera a de carvão em produção “Impensável”

Durante seis meses, até setembro, mais eletricidade veio da luz do sol do que de usinas de carvão.

7f6dc2bfb70cece5ab31d443e549e71ad0569c73157364a1ecpimgpsh_fullsize_distr

 

(Setor solar estrangeiro)

Painéis solares geraram mais energia do que o carvão nos últimos seis meses, em um ano histórico para o Reino Unido na obtenção de energia do sol, de acordo com um novo estudo.

Uma pesquisa do Carbon Brief Website (Site de informação do carbono, em tradução livre) descobriu que a Solar gerou 7.000GwH (gigawatt/horas) de eletricidade entre abril e setembro, cerca de 10 por cento mais que os 6.300GwH produzidos através do carvão durante o mesmo período.

Esse número representa uma dramática virada de cenário no abastecimento de energia do Reino Unido.

O primeiro dia na história que a Solar produziu mais que o carvão foi somente em 9 de abril, quando não houve energia advinda do carvão pela primeira vez desde 1882. Porém então, maio se tornou o primeiro mês quando isso ocorreu.

A capacidade do setor solar quase que dobrou em 2015, mas foi duramente golpeada com cortes no suporte do governo, que atualmente está precisando persuadir investidores para a construção de qualquer tipo de geração de energia, incluindo combustíveis fósseis.

O chefe de políticas da Associação de Energias Renováveis (Renewable Energy Association, em tradução livre) James Court, disse: “A Solar superando o carvão neste verão seria amplamente impensável cinco anos atrás. ”

“Esses novos dados mostram sua popularidade entre consumidores residenciais e comercias e sua queda nos custos. Agora que nós temos uma indústria global e doméstica significante, a Solar é uma das formas de energia mais baratas”

“A estabilidade das políticas governamentais é crítica, no entanto. O fornecimento de módulos fotovoltaicos em agosto de 2016 foi um terço do que foi em agosto de 2015 devido a repentinas e severas mudanças em políticas no ano passado”

É improvável que essa tendência continue. Visto que existe menos luz do sol e um aumento da demanda por aquecimento e iluminação durante os meses de inverno, carvão uma vez mais irá ultrapassar a solar.

Cientistas, contudo, recentemente vêm trabalhando no uso de uma nova tecnologia para armazenar a energia gerada durante o sol do verão até que ela seja necessária no inverno.

E os sistemas de armazenamento de energia, que resolvem possíveis problemas de intermitência com alguns dos geradores de renováveis, tem aumentado.

“O papel da Solar tem aumentado significativamente na medida em que desenvolvemos tecnologias de armazenamento complementares, mas nós precisamos de apoio do governo para continuar alcançando seu potencial”, disse Court.

Um relatório da Associação de Energias Renováveis descobriu que existem hoje 35 projetos de armazenamento de energia em grande escala e no mínimo 1.500 residenciais, totalizando 3.2GW.

Isso inclui projetos hídricos, onde a eletricidade pode ser usada para bombear água morro acima para que possa ser usada para mover turbinas quando necessário.

O excesso de energias renováveis pode fazer os preços irem muito baixo ou inclusive negativo, como aconteceu na Alemanha e outros países.

O último cenário significa que aqueles com capacidade de armazenamento podem fazer dinheiro duas vezes: uma vez quando eles são pagos para tirar energia da rede e de novo quando a energia é usada em um momento em que os preços da energia se tornem positivos novamente.

Frank Gordon, um analista de políticas sênior na Associação de Energias Renováveis, disse: “O armazenamento de energia tem grande potencial no Reino Unido e pode desbloquear bilhões em valores de poupança de acordo com assessores do governo.

“Nossas pesquisas indicam que existem numerosos gigawatts de capacidade que estão sendo propostos ou prestes para serem desenvolvidos, porém uma estrutura política conjunta e de apoio é criticamente necessária. ”

O governo anunciou ano passado que planeja encerrar as usinas de carvão, as que chamou de “não diminutivas”, até 2025.

Isso sugere que as emissões deverão ser no mínimo parcialmente “diminuídas” ou reduzidas até esta data. O governo não disse qual nível será permitido.

Julie Davenport, executivo chefe da fornecedora de energias renováveis Good Energy, disse: “As energias renováveis tem sido uma inacreditável história de sucesso no Reino Unido e em todo o mundo. ”

“Quando eu comecei a minha empresa 15 anos atrás, você podia colocar toda a indústria de energia renovável do Reino Unido dentro de uma sala pequena, e agora, quase 25 por cento da energia do país vêm das renováveis. ”

“Nós também vimos uma revolução das renováveis nos telhados das casas das pessoas com mais de 750.000 residências do país gerando sua própria energia através do sol.”

“Na medida que as tecnologias limpas avançam, a Grã-Bretanha está dizendo adeus para o carvão. A Transição para um futuro 100 por cento renovável está no alcance da Grã-Bretanha”.

Fonte Original: Independent

Tradução: Ruy Fontes.

Compartilhe


Comentários