Energia Solar: Novos profissionais se preparam para atuar no setor - Blue Sol Energia Solar

Energia Solar: Novos profissionais se preparam para atuar no setor

Gostou?

05

O setor solar no Brasil é hoje um dos mais promissores, tendo apresentado um crescimento de mais de 300% em 2015. E essa expansão está apenas começando. Segundo dados do Ministério de Minas e Energia, até 2050 as fontes renováveis de energia, representadas pelas fontes solar e eólica, representarão 35% da matriz energética brasileira, um gigantesco salto dos atuais 4%. Já a fonte hidráulica, líder hoje com 61% da matriz, irá passar a representar apenas 35% nesse mesmo período.

Esse cenário promissor tem atraído a atenção de investidores nacionais e estrangeiros. Novas fábricas de equipamentos fotovoltaicos já começaram a ser instaladas no país, como uma recém anunciada fábrica de painéis solares a ser instalada em Sorocaba. A empresa responsável pela fábrica anunciou investimentos no país no valor de R$2 bilhões, entre investimentos diretos e os financiados pelo BNDES, e somente com a fábrica de Sorocaba serão abertas 400 oportunidades de emprego.

Também já estão em construção no país projetos de usinas solares e flutuantes, como a usina solar Nova Olinda de Ribeira do Piauí-PI, que será a maior usina solar da América Latina, com capacidade de 292MW. Um projeto piloto de usina flutuante com capacidade de 5MW está sendo construído no reservatório de Balbina na Amazônia, com planos de expansão para 300MW de capacidade. Projetos deste porte demandam profissionais capacitados e geram milhares de vagas de emprego.

Com todo esse crescimento vem a necessidade cada vez maior por profissionais para atuar no mercado, contudo esses profissionais precisam estar capacitados e aptos a trabalhar com a tecnologia fotovoltaica. Esses fatores tem levado milhares de pessoas a buscarem essa capacitação, as quais enxergam na solar uma oportunidade de empreendimento ou de recolocação no mercado.

O profissional deve conhecer o funcionamento dos sistemas, seus aspectos técnicos e de instalação, solicitação de acesso à rede, assim como as particularidades do cliente, sendo que cada projeto é único e dimensionado de acordo com as suas necessidades. Desse modo,  garante-se o correto funcionamento do sistema, prolonga-se sua vida útil e se reduz a necessidade de manutenção. Esse conhecimento é crucial também na hora da negociação, uma vez que o alto valor de investimento requer que o profissional transmita uma segurança para o cliente, sem a qual as chances de fechamento do negócio são consideravelmente menores.

A carência de profissionais capacitados permite que a pessoa que deseja ingressar no setor escolha, dentre as formas de atuação, aquela na qual ela melhor se identifique e/ou que tenha relação com atividades já exercidas. O profissional pode escolher desde atuar com projetos de sistemas até a sua instalação, ou mesmo como empreendedor, montando sua empresa e liderando uma equipe técnica.

Os investimentos para o setor solar brasileiro têm garantido seu crescimento para os próximos anos e a previsão é de que milhares de novas vagas de emprego sejam criadas, tanto no segmento de geração distribuída como centralizada. O profissional devidamente capacitado irá se beneficiar desse ótimo momento do mercado e, ao mesmo tempo, contribuir através da sua experiência para assegurar instalações de qualidade e a satisfação dos seus clientes, o que fortalece ainda mais o setor.

Compartilhe


Comentários