Fabricante canadense inaugura maior fábrica de placas solares do Brasil - Energia Solar Fotovoltaica para Casas e Empresas | Blue Sol

Fabricante canadense inaugura maior fábrica de placas solares do Brasil

Fabricante canadense inaugura maior fábrica de placas solares do Brasil
4.5 (89.29%) 28 votes

Instalada na cidade de Sorocaba, a fábrica de placas solares é a primeira da marca na América Latina e irá gerar quase 2 mil empregos diretos e indiretos. Projeto foi realizado com apoio do governo e visa ajudar alcançar objetivos sustentáveis e uso da fonte solar no país.

Placas solares: Usina solar com grande número de módulos fotovoltaicos
Imagem meramente ilustrativa.

Fundada em 2001, no Canadá, a Canadian Solar é uma das maiores fabricantes de placas solares (módulos fotovoltaicos) do mundo. A empresa, que já atuava no Brasil através de escritórios, acaba de inaugurar oficialmente a sua primeira fábrica no Brasil, localizada na cidade de Sorocaba, interior de São Paulo.

A unidade, que também é a primeira da fabricante na América latina, é a maior do tipo no segmento de energia solar no país. Operando desde o fim de outubro, a fábrica emprega 400 funcionários e espera ainda criar mais 1.500 postos de trabalho indiretos. O custo total de investimento no projeto foi de R$80 milhões e a fábrica conta com capacidade de produção de 1 milhão de placas solares por ano.

Placas solares para um país mais sustentável

Em negociação desde 2012, o investimento na implantação da fábrica foi realizado com o apoio da APEX (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), sendo parte dos esforços do governo federal para impulsionar o uso de energias renováveis no país.

Com apenas 1% da energia no Brasil sendo gerada através da fonte solar, o governo espera que a fábrica de placas solares da multinacional impulsione o uso da tecnologia, visando assim alcançar a meta de mais de 30% de produção de energia solar durante os próximos 25 anos. Representantes do governo estão animados com a iniciativa e acreditam que a fábrica é o começo do caminho para atingir a tempo esses objetivos.

“A energia solar é a fonte mais democrática e está disponível para todos. Este é o primeiro passo no caminho para um ambiente mais sustentável no Brasil”, declarou Eduardo Azevedo, secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia (MME), de acordo com o qual a ideia é impulsionar a fonte solar tanto quanto a eólica, a qual conquistou bastante espaço no país.

Inauguração

O evento de inauguração da nova fábrica foi realizado no último dia 7 e contou com a presença de autoridades regionais, estaduais e nacionais. O governador Geraldo Alckmin esteve presente e comentou sobre a possibilidade de utilizar a energia solar no setor industrial: “Somos uma país tropical, mas menos de 1% de nossa energia é solar. Temos sol em abundância e, com isso, a perspectiva de crescimento é maravilhosa”, disse ele.

Alckmin também destacou como a instalação da fábrica foi importante nesse momento de crise no país, “Trata-se de um investimento naquilo que o Brasil precisa, que é retomar a atividade econômica”, disse ele, que acredita que o PIB do Brasil deve apresentar crescimento a partir do próximo ano.

O prefeito de Sorocaba, Carlos Pannunzio, também participou da cerimônia e em seu discurso agradeceu a empresa e seu secretariado pela escolha da cidade e pelo “trabalho em equipe para atrair investimentos”. De acordo com Pannunzio, o empreendimento, além da geração de empregos, irá aumentar a arrecadação do município através do recolhimento de impostos.

Planos ambiciosos

A fábrica de Sorocaba não é o único investimento previsto pela Canadian Solar no Brasil. Seu presidente, Shawn Qu, afirmou que os planos da empresa envolvem investimentos na ordem de R$ 2,3 bilhões, com as placas solares fabricadas em Sorocaba sendo utilizadas para a instalação de uma mega usina solar no estado de Minas Gerais, prevista para ser inaugurada em 2017.

A empresa acredita fortemente no potencial solar do país e espera através desse investimento garantir maior participação nas licitações do país, como também fomentar o mercado local de distribuidores.  De acordo com Shawn Qu, este é o “momento ideal para empregar energia solar numa escala muito maior” e acredita no Brasil para se tornar o líder mundial na produção de energia solar.

Fonte de Informação: Jornal Cruzeiro do Sul – Fonte

Compartilhe


Comentários